Você sabe lidar com suas emoções?


Quem me conhece sabe que eu sou fã do filme Divertidamente. Vira e mexe eu uso como exemplo quando falo de emoções. E do quanto é importante entendermos o papel de cada emoção em nossas vidas e nos acolhermos quando elas aparecem.

No filme, quando a Alegria quer negar o papel da Tristeza, tudo desaba no mundo interno da protagonista. Isso porque todas as emoções tem uma importância em nossa vida e dessa forma, devem ser olhadas.

Aprendemos desde pequenos que existem emoções feias e emoções bonitas. Que é feio sentir raiva, mas que é bonito ser alegre. Só que ninguém é alegre o tempo todo. E até a busca por essa alegria que nunca vai embora é tóxica, porque é um desequilíbrio. Imagina uma pessoa sempre alegre, sempre pra cima, sempre sorrindo o tempo todo? Você acha que essa pessoa faz contato com suas emoções de verdade?

Primeiramente é importante entender que uma emoção é um processo biológico, espontâneo, fora do nosso controle. Já os sentimentos são interpretações das emoções que experimentamos.

Alegria, medo, raiva, tristeza, nojo, são emoções primárias. Todos nós temos e vamos experimentar. Agora, o que você faz com suas emoções é que vai trazer resultados diferentes e individuais.


Você pode escolher acolher ou negar suas emoções. E isso vai fazer uma grande diferença.

A negação do medo pode virar pânico. A negação da raiva, uma ira descontrolada. Negar a tristeza pode trazer depressão. Não querer viver a emoção gera uma identificação com ela. E é aí que tudo complica.

Uma dica que posso te dar, da próxima vez que ficar triste, por exemplo, é permitir que o ciclo dessa tristeza se cumpra. Porque ela não vai ficar ali pra sempre se você chamar ela pra conversar e permitir que ela tenha seu papel. É importante não se identificar com essas emoções. Você não é triste, porque fica triste com uma coisa ou outra. Percebe a diferença?

Fez sentido pra você?

Conta pra mim!

Com Amor,

Márcia

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo